Mestrado e Doutorado

Mestrado e Doutorado

O Departamento de Economia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC‐Rio) foi criado em 1963 e tornou‐se, a partir do final dos anos setenta, um dos mais conceituados centros de ensino e pesquisa em Economia da América Latina. Ao longo de sua história, o Departamento se consolidou como referência nacional e internacional, tanto do ponto de vista acadêmico quanto em termos de sua influência no debate e na formulação de políticas públicas no Brasil.

Ex‐professores do Departamento desempenharam papel central na concepção e implementação do Plano Real, que pôs fim à hiperinflação no Brasil. Estudos desenvolvidos por professores do Departamento também produziram propostas concretas de políticas públicas com grande influência no desenho de programas sociais como o Bolsa‐Escola e o Bolsa‐Família.

O objetivo do programa de pós‐graduação do Departamento de Economia da PUC‐Rio é prover o aprendizado de um instrumental tecnicamente rigoroso e uma intensa experiência de pesquisa, de modo que os alunos adquiram o background indispensável a uma bem-sucedida carreira de pesquisador ou de profissional de mercado.

O mestrado, criado em 1978, fornece instrumental teórico e empírico sólido que constitui ingrediente fundamental na formação de profissionais de alto nível. Para alunos que desejam prosseguir na carreira acadêmica, cursando doutorado no Brasil ou no exterior, essa formação é um importante primeiro passo. Para aqueles que buscam colocação no mercado de trabalho, seja nos setores público ou privado, provê conhecimento técnico que garante uma carreira diferenciada.

O doutorado, criado em 1993, forma pesquisadores de nível internacional, capazes de desenvolver agendas de pesquisa independentes, formular análises de políticas públicas e/ou atuar em diversos contextos como profissionais com grande capacidade crítica e bagagem analítica.

 

Qualidade do curso de mestrado e doutorado

A qualidade do programa de pós‐graduação em economia da PUC‐Rio se manifesta nos seus corpos docente e discente. O quadro de professores em tempo integral conta com doutores formados nas melhores instituições de ensino e pesquisa do mundo.

No que se refere ao corpo discente, o Departamento de Economia da PUC‐Rio tem o programa de pós‐graduação mais seletivo do país. Desde 2001, 41% dos 10 primeiros (42% dos 20 primeiros) colocados no concurso nacional da Associação Nacional dos Centros de Pós‐graduação em Economia (ANPEC) escolheram cursar o mestrado na PUC‐Rio. No doutorado, o aumento da demanda e o cuidadoso processo seletivo permitiram expansão significativa do programa aliada à melhoria da qualidade dos alunos.

Além de sua influência no debate e na formulação de políticas públicas, o Departamento tem produzido crescentemente pesquisa acadêmica de alto nível. Desde 2001, professores e alunos do Departamento foram agraciados 19 vezes com o Prêmio Haralambos Simeonidis, concedido pela ANPEC às melhores teses de doutorado e artigos publicados em Economia. Cinco teses de doutorado defendidas no Departamento venceram o Haralambos Simeonidis desde 2005. 

Trinta e quatro dissertações de mestrado e uma tese de doutorado foram premiadas nos concursos nacionais do BNDES entre 1983 e 2013, sendo 11 em primeiro lugar. Não há outro centro de Economia no Brasil com número comparável de premiações. Entre 2014 e 2016, quase todas as teses e dissertações do Departamento deixaram de competir, pois não atendiam ao requerimento do BNDES de que os textos estivessem escritos em português, exigência abolida a partir de 2017.

Ao longo do tempo, e mais notadamente nos últimos 10 anos, o Departamento também se estabeleceu como um centro de produção de pesquisa acadêmica de fronteira no âmbito internacional. Neste período, professores que integram o nosso quadro principal publicaram artigos nos principais periódicos internacionais em Economia, assim como em vários outros periódicos de destaque nacional e internacional.

Artigos oriundos de teses e dissertações também têm sido publicados em periódicos de ponta no exterior: American Economic Journal: Applied Economics, Economía – The Journal of LACEA, Economic Development and Cultural Change, Economic Theory, Health Economics, Journal of Banking and Finance, Journal of Development Economics, Journal of Econometrics, Journal of Comparative Economics, Journal of Corporate Finance, Journal of Development Economics, Journal of Economic History, Journal of Financial Intermediation, Journal of International Economics, Journal of Mathematical Economics, Journal of Money, Credit and Banking, Journal of Public Economics, Review of Economics and Statistics, Review of Economic Studies, Review of Financial Studies, etc.

Estrutura Curricular

O objetivo do programa de pós-graduação é prover formação tecnicamente rigorosa e intensa experiência de pesquisa de modo que os alunos adquiram o background acadêmico indispensável a uma formação sólida, seja para um futuro pesquisador ou profissional de mercado.

O mestrado tem duração típica de dois anos e três meses. O curso cobre os fundamentos de macroeconomia, microeconomia e econometria, além de também apresentar aos alunos tópicos das áreas de seu interesse e incentivar o envolvimento inicial com a pesquisa acadêmica. A tabela abaixo sintetiza a estrutura típica do curso de mestrado.

Em janeiro e fevereiro do primeiro ano do mestrado, os alunos têm cursos de nivelamento em matemática e estatística que cobrem o instrumental necessário ao entendimento do material que será estudado posteriormente. Ao longo do primeiro e segundo semestres do primeiro ano, os alunos são expostos ao que há de mais moderno em econometria, macroeconomia e microeconomia, e que constitui hoje a base da pesquisa em economia. Já no segundo semestre do primeiro ano, começa o processo de escolha das disciplinas eletivas. 

No segundo ano de mestrado, os alunos concluem o trabalho relacionado aos cursos e iniciam o trabalho de dissertação. Como parte desse processo, eles escrevem um artigo curto explorando tópicos potenciais de pesquisa no verão do segundo ano, começam a trabalhar efetivamente na dissertação no primeiro semestre e, já no segundo semestre, apresentam os resultados preliminares do seu trabalho no workshop semanal do Departamento. A defesa da dissertação de mestrado ocorre tipicamente em março do terceiro ano.

A tabela abaixo sintetiza a estrutura típica do curso de mestrado.

AnoPeríodoDisciplinas/Atividades
Verão Matemática
Estatística
1° Semestre Econometria I
Macroeconomia I
Microeconomia I
2° Semestre Microeconomia II
2 disciplinas eletivas
Verão Artigo de verão
1° Semestre Seminário de Dissertação I
1 disciplina eletiva
2° Semestre Seminário de Dissertação II
Workshop
Verão Defesa da dissertação

As disciplinas eletivas cursadas a partir do segundo semestre do primeiro ano do mestrado são escolhidas entre Macroeconomia II, Econometria II e todas as matérias de campo oferecidas pelo Departamento. Os campos oferecidos pelo programa de pós-graduação incluem: Desenvolvimento Econômico, Econometria, Economia do Setor Público, Economia do Trabalho, Economia Internacional, Finanças, História Econômica, Macroeconomia, Organização Industrial e Teoria Econômica. 

O Departamento de Economia da PUC-Rio abre ainda a possibilidade de transição automática de alunos do mestrado para o doutorado. Condicional a um desempenho acadêmico satisfatório, e a critério do próprio Departamento, essa transição pode ocorrer mesmo sem a defesa da dissertação de mestrado, ao final do primeiro ano ou meados do segundo ano do programa. 

O doutorado tem duração típica de quatro anos e três meses. O curso cobre toda a parte central das teorias macro e microeconômicas e também da teoria e prática em econometria. Além disso, os alunos cursam dois campos de doutorado, que se concentram em áreas de pesquisa ativa do departamento e são tipicamente associados aos tópicos de tese escolhidos pelos alunos. O doutorado tem estrutura e padrão de qualidade equivalentes aos de programas de alto nível no exterior. A tabela abaixo sintetiza a estrutura típica do curso de doutorado. 

Assim como no mestrado, em janeiro e fevereiro do primeiro ano do doutorado, os alunos têm cursos de nivelamento em matemática e estatística. Ao longo do resto do primeiro ano, os alunos são expostos aos tópicos fundamentais de econometria, macroeconomia e Microeconomia, e que constituem hoje a base da pesquisa em economia (cursos obrigatórios). No segundo ano do doutorado, os alunos cursam uma cadeira de História Econômica e cadeiras eletivas relacionadas aos seus campos principal e secundário (dois cursos para cada campo). Além disso, no mês de fevereiro no segundo ano, os alunos de doutorado fazem exames de qualificação em Macroeconomia e Microeconomia. Tipicamente no mês de março do terceiro ano, é prestado o exame relativo ao campo principal.  

A tabela abaixo sintetiza a estrutura típica do curso de doutorado.

AnoPeríodoDisciplinas/Atividades
Verão Matemática
Estatística
1° Semestre Econometria I
Macroeconomia I
Microeconomia I
2° Semestre Econometria II
Macroeconomia II
Microeconomia II
Fevereiro Exames de Qualificação
1° Semestre História Econômica
2 disciplinas eletivas
2° Semestre 2 disciplinas eletivas
Março ou Agosto Exame de Campo
1° Semestre Seminário de Tese I
Workshop
2° Semestre Seminário de Tese II
   
1° Semestre Seminário de Tese III 
Workshop
2° Semestre Seminário de Tese IV
Verão Defesa de Tese

A partir do terceiro ano do doutorado, espera-se que os alunos estejam em condições de se dedicar inteiramente à tese. Como parte desse processo, no terceiro e no quarto anos do programa, os alunos apresentam os resultados preliminares do seu trabalho no workshop semanal do Departamento. A defesa da tese de doutorado ocorre tipicamente em março do quinto ano.  

Os campos de concentração oferecidos pelo programa de doutorado são os seguintes: Desenvolvimento Econômico, Econometria, Economia do Setor Público, Economia do Trabalho, Economia Internacional, Finanças, História Econômica, Macroeconomia, Organização Industrial,  e Teoria Econômica. O campo principal deve ser composto por dois cursos em uma dessas áreas. O campo secundário, por sua vez, pode ser composto por dois cursos em áreas correlatas. Há um exame de qualificação referente ao campo primário. 

Para alunos com ótimo desempenho durante o doutorado, existe ainda a possibilidade de “Doutorado Sanduíche” (Programa de Doutorado com Estágio no Exterior), no qual o aluno passa um ano do seu doutorado em alguma universidade estrangeira, desenvolvendo o seu trabalho com a colaboração de pesquisadores internacionais. 

Desde 2011, 12 alunos de doutorado do Departamento de Economia da PUC‐Rio passaram por períodos de estágio no exterior nas seguintes instituições: Columbia University, Harvard University, London School of Economics, MIT, Stanford University, UC Berkeley e Yale University.

 

Oportunidades

Alunos do mestrado em economia da PUC‐Rio são reconhecidos pelos mercados acadêmico, privado e público como profissionais de altíssima qualificação. A colocação dos alunos após o término do curso é excelente, sendo muito comuns situações nas quais toda uma turma de pós‐graduação recebe ofertas de emprego ou de admissão em programas de doutorado mesmo antes da defesa da dissertação.

Uma parte substantiva dos alunos do mestrado continua seus estudos, seguindo para o doutorado no exterior ou na própria PUC‐Rio. Desde 2001, a PUC‐Rio enviou uma média de mais de 5 alunos por ano para o doutorado no exterior, quase todos com bolsas de mérito acadêmico oferecidas pelas próprias universidades estrangeiras.

Nesse período, alunos do mestrado foram aceitos nos melhores programas de doutorado em Economia no mundo, tais como Chicago, Columbia, Harvard, LSE, Michigan, Minnesota, MIT, Northwestern, NYU, Pennsylvania, Princeton, Stanford, UC Berkeley, UCLA e Yale. Desde 1981, 410 alunos defenderam suas dissertações de mestrado.  Desse total, 176 alunos prosseguiram para o doutorado no exterior (média histórica de 4,5 por ano). Além disso, uma média de 1,5 aluno do mestrado tem entrado anualmente no programa de doutorado da própria PUC‐Rio.

Aqui você encontra a lista dos alunos de mestrado aceitos em programas de doutorado no exterior.

Para os alunos que procuram colocação profissional imediatamente após o mestrado, o Departamento de Economia da PUC‐Rio fornece uma porta de acesso a firmas de consultoria, mercado financeiro, instituições de pesquisa, organizações internacionais e posições qualificadas no serviço público. Ex‐alunos do mestrado têm empregabilidade elevada e têm tido facilidade em encontrar boa colocação nesses mercados.

Dos alunos oriundos do doutorado, quase a totalidade acaba se destinando a um dos três seguintes setores: (i) universidades e instituições de pesquisa (incluindo universidades públicas e privadas, instituições privadas de pesquisa, Banco Mundial e outros centros internacionais de pesquisa); (ii) serviço público (quase exclusivamente Banco Central, BNDES e IPEA); e (iii) setor privado (quase exclusivamente mercado financeiro).

Bolsas

Nos últimos anos, o Programa tem disponibilizado bolsas de estudo integral para todos os alunos, por todo o período convencional do programa, financiadas pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior)e FAPERJ (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro).

Através de parcerias com algumas instituições privadas são concedidas bolsas e auxílios a alunos de programa selecionados ao longo do curso.

Bolsa Vinci

Complementação de bolsa de estudo concedida a alunos selecionados do programa de mestrado.

Prêmio Modal de Mestrado

Premiação concedida ao aluno de pós-graduação pela redação do melhor paper de verão 

Prêmios de incentivo BOCOM BBM

Prêmios por publicações e auxílios a participação de alunos do programa em congressos nacionais e internacionais.

Admissão

A admissão ao mestrado em economia da PUC-Rio se dá através do Exame Nacional da ANPEC (Associação Nacional dos Centros de Pós-Graduação em Economia). Informações podem ser obtidas no Edital de Convocação. As inscrições são feitas no site da ANPEC.

A admissão ao doutorado em economia da PUC-Rio se dá através de análise de currículo, projeto de pesquisa e cartas de recomendação. Informações podem ser obtidas no Edital de Convocação. As inscrições devem ser feitas através do site.

Para respostas a outras perguntas consulte nosso FAQ

Coordenação

 

Login - Área do Aluno

Login ou senha invalido!